Concurso PRF e PF: saiba como se preparar com antecedência para o TAF

 


Se você deseja conquistar uma vaga no próximo concurso PRF ou da PF, além de muita disciplina nos estudos para ter sucesso nas provas (objetiva e discursiva), também precisa começar a se preparar o quanto antes para o Teste de Aptidão Física (TAF). Afinal, esta também costuma ser uma seleção muito concorrida.

 Dentre os exercícios mais exigidos estão: teste de agilidade, barra fixa, abdominal, corrida de 12 minutos e salto na caixa de areia (impulsão horizontal).

 O TAF da PF e PRF é tido como um dos mais desafiadores. Muitos alunos, bem classificados nas provas, já perderem a vaga, justamente, por não se saírem bem no Teste.

 Portanto, mesmo com os concursos previstos para 2023 e 2024, se você quer entrar para uma das corporações, precisa começar a se preparar agora.

 Os candidatos devem, desde já, conciliar os estudos com a preparação para o teste físico.

Quer uma dica infalível? use o último edital como base, tanto para as provas, quanto para o TAF.

Os órgãos costumam manter um padrão nos últimos concursos. Portanto, não deve ter muita diferença nos exercícios exigidos, se comparado aos últimos certames.

É aconselhável buscar a ajuda de um profissional de Educação Física especializado na preparação para este tipo de seleção. Lembre-se de espeitar os limites do corpo. Conheça seu próprio corpo e adeque o treinamento às suas características. Pessoas sedentárias, sem o hábito de praticar exercícios físicos, devem começar as atividades com mais cautela.

Uma das partes mais difíceis do teste de aptidão física – TAF é a parte das flexões na barra fixa. O mais importante é treinar diariamente.

Essas flexões podem ser realizadas em lugares como praças, parques, praias e academias.

Ao longo de vários meses, após praticar todos os exercícios que serão cobrados pelo TAF, é interessante realizar simulações completas do teste.

 As simulações auxiliam tanto na preparação física quanto mental, e ajudam a cronometrar o tempo preciso de toda a prova.                   

Outra dica importante é em relação a alimentação. Se possível, consulte um nutricionista desportivo para fazer uma reeducação alimentar.

É recomendado apostar em alimentos que ajudam a amenizar o processo inflamatório durante os treinos, como gengibre, alho, azeite extra virgem. Além disso, vale apostar em alimentos antioxidantes como peixes (salmão, sardinha) e farinha de linhaça.

 

A Revolução dos estudos para PF e PRF se aproxima. Não perca hoje a live, às 19h, no nosso canal do YouTube.




Comentários

Postagens mais visitadas